domingo, agosto 11

Morte e Vida Severina em Desenho Animado

Morte e Vida Severina em Desenho Animado é uma versão audiovisual da obra prima de João Cabral de Melo Neto, adaptada para os quadrinhos pelo cartunista Miguel Falcão. Preservando o texto original, a animação 3D dá vida e movimento aos personagens deste auto de natal pernambucano, publicado originalmente em 1956. 
Em preto e branco, fiel à aspereza do texto e aos traços dos quadrinhos, a animação narra a dura caminhada de Severino, um retirante nordestino, que migra do sertão para o litoral pernambucano em busca de uma vida melhor. 

Duração: 56 minutos
Faixa de Ensino: FUNDAMENTAL E MÉDIO

Morte e Vida Severina
Texto integral
 - DOWNLOAD 1DOWNLOAD 2
História em Quadrinhos 
DOWNLOAD 3
(João Cabral de Mello Neto)


Filme Morte E Vida Severina – nACIONAL
Sinopse: Retirante nordestino atravessa o Agreste e a Zona da Mata fugindo da seca e esperando encontrar em Recife uma vida melhor. Adaptação do poema de João Cabral de Melo Neto, musicado por Chico Buarque
Dados do Filme:
Tamanho: 599 MB
Formato: VHSRip/Avi
Idioma: Portugues
Classificação Etária: Nao Informada
Lançamento: 1977
Servidores: 2Shared/Easy-Share/BitShare/PyramidFiles
Baixar Filme – 2Shared
Baixar Filme – Easy-Share
Baixar Filme – BitShare
Baixar Filme – PyramidFiles

Ver Filme - YouTube



Funeral de um Lavrador
Chico Buarque

Esta cova em que estás com palmos medida
É a conta menor que tiraste em vida
É a conta menor que tiraste em vida

É de bom tamanho nem largo nem fundo
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a parte que te cabe deste latifúndio

Não é cova grande, é cova medida
É a terra que querias ver dividida
É a terra que querias ver dividida

É uma cova grande pra teu pouco defunto
Mas estarás mais ancho que estavas no mundo
estarás mais ancho que estavas no mundo

É uma cova grande pra teu defunto parco
Porém mais que no mundo te sentirás largo
Porém mais que no mundo te sentirás largo

É uma cova grande pra tua carne pouca
Mas a terra dada, não se abre a boca
É a conta menor que tiraste em vida
É a parte que te cabe deste latifúndio
É a terra que querias ver dividida
Estarás mais ancho que estavas no mundo
Mas a terra dada, não se abre a boca.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...